Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A maternidade ao longo da história
Não é à toa que um dos mais antigos artefatos produzidos pelo homem é uma pequena estátua de uma mulher prestes a dar à luz. Encontrado nas proximidades de Willendorf, na Áustria, esse curioso objeto de 25 mil anos recebeu o nome de Vênus de Willendorf e mostra uma mulher sem contornos faciais definidos, mas com formas bastante arredondadas e abdome e seios pronunciados. A figura da mãe. Neste pequeno roteiro que preparamos, você verá como essa imagem foi mudando ao longo do tempo.

Leia no Klick Educação

Vida em um mundo mágico
Nos primórdios da história do homem, a maternidade era considerada manifestação divina. O poder de gerar novas vidas dava à mulher um caráter sagrado. Com o surgimento das sociedades agrárias, o culto à Grande Mãe floresceu em todo o seu esplendor.
Do matriarcado ao patriarcado
Quando os homens deixaram de viver da caça e da coleta para viver da agricultura, houve grandes mudanças nas relações de poder. As grandes deusas foram substituídas por deuses fortes e guerreiros. O matriarcado foi substiuído pelo patriarcado.

 
Veja na internet

Existiu o matriarcado?
Texto do professor Voltaire Schilling sobre as teorias que, desde o século XIX, defendem a ideia da existência do sistema de matriarcado, em um tempo remoto da humanidade.
 
Para a criançada: Vou ganhar um irmãozinhol
Esta divertida historinha da Turma da Mônica aborda a chegada do segundo filho e os cuidados necessários para uma boa gestação. Uma criação do Instituto Maurício de Sousa em conjunto com a Organização Panamericana de Saúde.
 
Veja também:
Dia das mães: A origem da data e como ela é comemorada no mundo